quarta-feira, 28 de maio de 2014

O Mapa do Sucesso ou do Fracasso



Sue Knight, profissional especializada em Programação Neurolinguística aplicada aos negócios, relata que em um feriado, estava com seu filho na praia e outro menino juntou-se a eles. As duas crianças revolveram construir um castelo de areia e enquanto faziam ela ouviu que eles estavam conversando sobre o colégio:
“O que você mais gosta na sua escola?” perguntou Alex, o filho de Sue.
“Não sei”, respondeu o menino. “Não sou muito inteligente.”
O menino tinha seis anos e suas palavras refletiam uma opção que havia feito ou aprendido e que afetaria todo o seu potencial na vida adulta. Esta é a crença do fracasso ou crença limitadora.

Mas afinal o que são crenças? 

Crenças são valores que damos a nos mesmos, são nossas verdades, aquilo que acreditamos a respeito nós e que pode influenciar  nosso comportamento.
Exemplo: Eu sou capaz de fazer algo. Meu líder então fala: “Parabéns, você conseguiu!” Então eu reforço a minha crença de que sou capaz. Mas o contrario também acontece. Suponha que você ouça: “Você não é capaz de fazer isso”. Você então vai com dúvidas sobre o seu potencial e se realmente não consegue acredita que não é capaz  e esse fracasso, muitas vezes momentâneo vai consolidando e edificando uma crença que pode atrapalhar suas verdades individuais.
A sua, a minha, a nossa realidade não é total e verdadeira. Cada um cria a sua realidade.

A confirmação das crenças

As pessoas gostam de confirmar suas crenças limitadoras.  Quantas vezes você já disse:
“Eu sabia que ia acontecer isso” ou “Eu falei que não ia dar certo”
Mas dificilmente se lembram de confirmar suas crenças possibilitadoras como:
“Eu falei que ia conseguir!”



Qual é o futuro de quem alimenta crenças limitadoras?

E se eu falar que essas crenças limitantes se tornam realidade? Algumas pessoas falam que você é aquilo que pensa, que o pensamento se torna realidade, que o pensamento atrai energias positivas ou negativas. Existe até uma frase que diz: “Cuidado com o que você pensa, pois pode acontecer”. Você acha que isso é conversa de grupos espiritualistas ou esotéricos? Posso provar que não:

O quadro abaixo nos mostra o futuro de João (vamos chama-lo assim), o menino que desde os seis anos têm a crença impregnada no subconsciente de que não é muito inteligente:


Algumas crenças limitadoras são tão fortes que acabam passando de geração em geração como verdades absolutas. Uma  crença bastante enraizada em nosso subconsciente é com relação ao dinheiro e bens:
“Dinheiro não traz felicidade”
“Dinheiro corrompe as pessoas”
"Riqueza é imoral porque riqueza para um significa pobreza para outro."

Cada pessoa é um iceberg

As crenças e suas generalizações, cultura, experiências, vivências e afins determinam o que chamamos de modelos mentais e definem como as pessoas percebem o mundo a sua volta e como elas irão agir.
Você é um líder? É um gestor ou pretende ser?
Conscientize-se que cada pessoa é um iceberg. O que você vê, o pequeno topo, é apenas a manifestação do modelo mental. O que você não pode ver  é o modelo mental.
Por que a pessoa age desta ou daquela maneira? Por que algumas pessoas são mais receptivas a um feedback enquanto outras estão sempre na defensiva? Por que alguns têm facilidade em mudanças enquanto outros são resistentes?
Busque as respostas nas crenças e modelos mentais destas pessoas e no seu também.