segunda-feira, 14 de abril de 2014

Segredos da Linguagem Corporal - Territorios e ambientes

Sabe aquela pessoa que fala de pertinho causando até certo incômodo?
Você toca nas pessoas enquanto conversa? Cuidado! Você pode criar uma má impressão!

Todas essas situações  fazem parte do estudo da proxêmica. 
A proxêmica é um termo criado pelo antropólogo  Edward T. Hall e descreve o uso que o homem faz do espaço no meio social. É um dos componentes da Linguagem Corporal sendo um tema fascinante e ao mesmo tempo de extrema relevância, pois  mostra a relação da pessoa com o mundo que a cerca,  com as outras pessoas e com o ambiente.

As medidas do espaço alheio..
Existe quase uma régua que limita uma distância máxima que você pode chegar da  outra pessoa e se você ultrapassa, causa mal estar e inclusive pode até perder negócios já que, inconscientemente, a outra pessoa vai ter uma péssima impressão sobre  você.
Essas distâncias podem variar de acordo com a intimidade.
  • distância íntima: para abraçar, tocar, etc., de 15 a 45 cm
  • distância pessoal: para interação com amigos próximos de 45a120 cm
  • distância social: para interação entre conhecidos de 1,2-3,5 m
  • distância pública: para falar em público acima de 3,6 m
Lembrando que estas distâncias podem variar um pouco dependendo da cultura. Sabemos que os latinos são mais receptivos que os orientais , por exemplo.
Você não precisa andar com uma régua para saber até onde chegar! Ao se aproximar, se a pessoa se deslocar para os lados ou para trás é o seu limite!

Vamos ver dois estudos realizados com vídeos?

video
Perceberam no vídeo como a pessoa se sente incomodada? Perceberam que ela se fecha? Agora imagine se você, como vendedor ou líder, causa esse tipo de desconforto em um cliente ou subordinado?

video

Neste segundo vídeo, o que eu escrevi acima se torna bem claro: quando as pessoas têm seu espaço invadido, é fácil perceber pelo deslocamento do corpo ou um passo para trás. Algumas reagem cruzando os braços ou com expressões faciais de desconforto. Acompanhe e observe.

 O que nos dizem os ângulos do corpo?

Você já se sentiu excluído em uma conversa?
Veja a figura abaixo:


Essa figura nos mostra duas pessoas conversando e neste caso uma terceira só pode entrar na conversa se for para a frente e formar assim um triângulo.Cruzar as pernas em direção de alguém sinaliza interesse e algumas vezes tem a intenção de fechar (inconscientemente) a entrada de outra pessoa.
Quando duas pessoas buscam intimidade, os ângulos do corpo passam de 45 a 0 graus, pois elas se posicionam frente a frente.Neste caso, se você quiser fazer parte da conversa deverá perceber se o ângulo muda para 45 permitindo a sua entrada, formando assim um triângulo. Se as duas pessoas continuarem uma de frente para a outra, você não é bem vindo na conversa, mesmo que elas virem a cabeça para interagir com você.


Na figura acima, ângulo de 0 graus e exclusão de uma terceira pessoa. Para outra pessoa ser aceita na conversa seria necessário uma abertura no ângulo.
Observem a foto que ilustra esse conceito:


Abertura do ângulo de 45 graus, formando um triangulo e inclusão de mais uma pessoa.

O lugar onde você senta, mostra o que você representa!

 Lembra da lenda dos cavaleiros da Távola Redonda? Mesmo o Rei Arthur, com toda boa intenção querendo manter a igualdade entre seus cavaleiros, existe um jogo de poder até em uma mesa redonda! Segundo Edward T. Hal, a percepção das pessoas é de que quem se senta a direita do decisor é a pessoa de confiança, uma pessoa leal ou o "braço direito". Isso se comprova na prática. Na próxima reunião observe as pessoas que sentam a direita, a esquerda e como elas se comportam na reunião. A pessoa que se senta a esquerda do decisor também é uma das mais influentes.
Mas, de onde vem essa expressão "braço direito"?
Vem justamente da Idade Média e a ideia de que quem tramasse assassinar o Rei, Duques, etc., sentaria do lado esquerdo para usar a mão direita com o punhal. Provavelmente isso deve ter acontecido com muita frequência, ficando gravado na mente das pessoas que quem se sentava a direita do Rei, era uma pessoa que não tinha a intenção de assassiná-lo, logo era uma pessoa confiável.


Fica a dica e sucesso!